26 de setembro de 2010

MEDITANDO NA PALAVRA

Por: Sérgio Luiz Brandão

Conforme ensina a Palavra de Deus, todo aquele que vive para a glória do Senhor, medita, na Palavra, dia e noite, como uma respiração, pois, é a existência daquele que crê.

A Palavra de Deus é maravilhosa, pois, homens, inspirados por Deus escreveram e, assim, pelo próprio Espírito Santo que escreveu, desejamos o entendimento para, cada vez mais, nos alegrarmos e maravilharmos nas verdades eternas e inalteráveis, firmes, como uma casa que não pode ser abalada.

Estava aqui, meditando em um texto e, vou tomar a liberdade para que cada um, se desejar, medite, acrescentado em parte sobre o que já tem no site sobre a questão "julgar". Podemos julgar?

A Palavra de Deus é abundante na afirmação, que podemos julgar, sim, conforme a Palavra de Deus, não por palavra de homem ou entendimento pessoal dentro de limitações naturais.

Esta meditação vem, também, auxiliar no combate e desmascaramento daqueles que usam as frases de efeito e que nós, um dia, aprendemos assim: não julgue; não julgue o irmão; etc e que tanto contribuiu e contribui para a sustentação de todo o tipo de malignidade no meio que se diz evangélico, servindo de estratégia de Satanás para conviver com os que se dizem ou pensam ser evangélicos, anulando a verdade de Cristo.

A condição para alguém condenar o mal / mau, é julgando-o, condenando o seu dono, diante do trono do Senhor.

Pois, então, vou apresentar um trecho da Palavra de Deus e, a meditação fica livre:

1 Coríntios 6: 1 - 3, diz:
"Ousa algum de vós, tendo negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por nós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?

Necessário conjugar o verbo "há".
Presente do indicativo:
Eu hei; Tu hás; Ele há; Nós havemos; Vós haveis; Eles hão.

Futuro do presente:
Eu haverei; Tu haverás; Ele haverá; Nós haveremos; Vós havereis; Eles haverão.

Sim, o texto bíblico, conforme o apóstolo Paulo está expressando, traz o tempo presente.
Não está tratando de tempo futuro e sim o tempo presente.

O julgamento é para os nossos dias enquanto estamos existindo e vivendo pela Palavra de Deus.

Vamos conversando ...
O Deus da glória seja eternamente louvado.
Paz do Senhor Jesus, para você e sua casa.

Sergio Luiz Brandão
www.blues.lord.nom.br

Nenhum comentário: