6 de maio de 2015

DE QUEM VOCÊ TEM APRENDIDO, DO ESPÍRITO SANTO OU DE OUTRO ESPÍRITO?

“ Vós, porém, não estais na carne, mas no espírito, se é que o Espírito Santo habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele." 

Alguém pode pregar e ensinar a Palavra de Deus, usando a Bíblia, de modo distorcido, e realizar sinais e prodígios pelo poder das trevas, por outro espírito e poder. 
Se alguém pagou para receber uma cura, pela doutrina na qual precisa dar para receber, o que é o mais comum, não foi pelo Senhor Jesus da graça que recebeu o benefício. Isso é verdade bíblica, não sou eu quem diz. Ou cremos e vivemos pela verdade da Palavra de Deus ou seremos desconhecidos do Senhor Jesus Cristo com aparência de crente.
Quem é de Cristo entra pela porta, não tenta entrar por outro acesso. 
Perguntas: Espírito Santo tem: Cobiça? Avareza? Luxúria? Vaidade? Mentira? Inveja? Engana ovelha sem entendimento que está procurando o Senhor Jesus? Defrauda? Corrompe? Vende o corpo de Cristo, irmãos, em troca de voto político?
Faz da igreja de Jesus Cristo uma prostituta diante dos ímpios, servindo de palanque político e mercado do vale quanto paga, pior que o ímpio?
Faz aliança com ímpios e suas iniquidades? Faz do corpo de Cristo um mercado de mercenários e lobos?
Faz da Palavra de Deus negócio? Sensualidade? Conivência com desonestidade?
Espírito Santo usa o nome do Senhor Jesus para ficar mais rico e de bem com a vida, tirando dinheiro dos menos favorecidos para comprar ração para cavalos dos seus haras particulares e esnobar vaidades?
Espírito Santo impõe uma doutrina capaz de aterrorizar a mente da pessoa ao ponto de dar dinheiro coagida com medo de perder a salvação se não atender o seu poderoso líder- ídolo denominacional?
Espírito Santo daria ao dinheiro mais glória e poder do que tem o próprio Deus e Pai e o Senhor Jesus Cristo? Espírito Santo chamaria igreja de Jesus Cristo de “empresa”? 
Espírito Santo teria coragem de dizer para Deus que ele tem obrigação condicional de abençoar alguém porque entregou o dízimo ou deu dinheiro na obra? 
Espírito Santo teria coragem de dizer para Deus que ele tem obrigação condicional de abençoar alguém porque guardou o sábado? Espírito Santo colocaria Deus na parede para exigir seus direitos de dizimista fiel?
Espírito Santo mandaria para o inferno uma alma que custou o sangue do Cordeiro Jesus Cristo, a qual nem toda a riqueza do mundo pode pagar, simplesmente, porque não entregou o dízimo ou guardou o sábado? 
Espírito Santo colocaria pessoas em vexame durante uma reunião, para colocar em evidência os dizimistas fiéis que merecem mais atenção, destaque e orações que os outros, fazendo acepção de pessoas?
Espírito Santo construiria um império pessoal, mediante astúcia de indução para tomar dinheiro do povo?
Espírito Santo ensinaria estratégias de marketing e transformaria a igreja em empresa de negociantes do mercado da fé?
Espírito Santo cobraria cachê para apresentação de cantor ou pregador usando a frase feita: esse é o meu ministério?
Espírito Santo usaria empresários para ensinar líderes evangélicos, estratégias de marketing e aumento na arrecadação, cobrando milhares de dólares pelas aulas? Espírito Santo precisaria usar testemunhos e músicas de fundo adequadas para entorpecer seu coração e, assim, doar mais dinheiro? 
Há uma infinidade de perguntas que podem ser apresentadas. Não são perguntas fictícias ou inventadas, são perguntas de fatos que ocorrem, é a realidade do universo chamado evangélico. 
Espírito Santo tem essa conduta? Qual espírito faz essas coisas?

Certamente, não é o Espírito Santo de Deus quem levanta uma igreja como esta.






Este post faz parte de uma série de postagens que pretendo publicar neste blog, para abençoar a sua  vida, assim como a minha tem sido abençoada, com a leitura do livro IDOLATRIA EVANGÉLICA do irmão Sergio Luiz Brandão, do qual o texto foi retirado e que você poderá também ler na íntegra no site: WWW.blues.lord.nom.br




Nenhum comentário: