30 de agosto de 2015

ORE, ORE, ORE UMA VEZ MAIS...

Certa vez, quando conheci ao Senhor, ouvi
 pela primeira vez um cântico, que dizia assim: 

 “Uma voz
Me disse lá do céu
Cante, cante, cante para mim 

Ore, ore, ore uma vez mais
Segue, segue, segue após mim...”



E quando ouvi aquele cântico, Deus falou comigo de uma forma tão especial, que até hoje me lembro aquele dia. Algo grandioso da parte do Senhor, naquele momento, entrou em meu coração como um “segredo” para minha caminhada espiritual.

Em meio as lutas e tribulações Ele me faz lembrar aquele dia...Então, canto, canto, oro, oro e sigo ao senhor...Porque sei que isso faz parte do caminho.

Nesta caminhada tenho andado só, mas sei também que não estou só, Ele está sempre comigo e de vez em quando tem me enviado pessoas para estarem comigo; uns para me consolar, outros para compartilharmos do seu amor e ainda outros para receber do que é seu, e assim vamos louvando, orando, seguindo e aprendendo com o Senhor.

Fazer a obra de Deus não é difícil como muitos dizem por aí, ao contrario, é simples e fácil, basta ter boa vontade para fazer a sua vontade. Como sempre digo, uma coisa é essencial: estar sujeito ao Senhor, ou seja, em obediência aos seus mandamentos.

UM LEMBRETE: Na obra de Deus quando não se sabe por onde começar, comece sempre com oração.

Certo dia quando recebi, inesperadamente uma visita, surpresa fui ao Senhor em oração. Perguntando-lhe o que fazer... E a resposta (me surpreendendo outra vez) foi me levar a ler a seguinte palavra:

“Disse-lhes também: Qual de vós terá um amigo, e, se for procurá-lo à meia-noite, e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães,

Pois que um amigo meu chegou a minha casa, vindo de caminho, e não tenho que apresentar-lhe;

Se ele, respondendo de dentro, disser: Não me importunes; já está a porta fechada, e os meus filhos estão comigo na cama; não posso levantar-me para tos dar;

Digo-vos que, ainda que não se levante a dar-lhos, por ser seu amigo, levantar-se-á, todavia, por causa da sua importunação, e lhe dará tudo o que houver mister.

E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á;

Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á.”

Encontramos esta palavra em Lucas, capítulo onze, versos cinco a dez, e não é atoa que um momento de oração do Senhor com os seus apóstolos e um pedido deles (dos apóstolos) para que o Senhor os ensinasse  a orar, antecede esta palavra.



E meditando nela (na palavra) fui levada ao início da minha caminhada, ao “segredo” de Deus, lembrei-me do primeiro cântico: “...Ore, ore, ore uma vez mais...”

Portanto meus amados irmãos quando surpreendidos por algo nesta caminhada, não vacilem, não façam nada enquanto não souberem o que fazer... E enquanto esperam, orem, orem  uma vez mais. Louvem, louvem  e sigam ao Senhor; e como recomendou o nosso irmão Paulo (O apóstolo), sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. Amém!

2 comentários:

Bia Pereira disse...

Maravilhosa palavra minha irmã, em muito edificou meu coração, que Deus nos ajude cada dia mais nessa caminhada gloriosa com o Senhor.
Paz do Senhor Jesus Cristo.

Abraço em Cristo.

Nilza Coutinho disse...

Amém, irmã Bia... Deus é bom... E sempre há de nos ajudar... Confiemos Nele!

Graça e Paz do nosso Deus Maravilhoso!